Otoni de Paula rebate ameaças de Alexandre de Moraes: "Não vou recuar um milímetro"

Otoni de Paula e Alexandre de Moraes
Foto: Reprodução


O pastor e deputado federal Otoni de Paula (PSC-RJ), ao lado cantor Sérgio Reis, estão sendo alvos de de um mandado de busca e apreensão expresso por Alexandre de Morares. ministro do Supremo Tribunal Federal.

Moraes alega que a justificativa para os mandatos de busca e apreensão contra o pastor e o cantor, que também já foi deputado federal, é que ambos as manifestações públicas de ambos seriam "incitação a atos violentos e ameaçadores contra a democracia".

Outros 11 mandados, além dos dois já citados, foram cumpridos na manhã desta sexta-feira, 19 de agosto. Os mandados foram solicitados pela Procuradoria-Geral da República (PGR) e executados pela Polícia Federal.

Logo após os agentes da PF deixarem sua casa, Otoni de Paula fez uma live em sua página no Facebook discutindo a ação e garantindo que continuará lutando por seus ideais em público, incentivando as manifestações do dia 7 de setembro.

"Não vou recuar um milímetro. Dentro do que a democracia me permite, dentro do que a Constituição me permite, este deputado federal aqui, este cidadão brasileiro, investido da autoridade parlamentar, não vai recuar um milímetro", disse Otoni de Paula.

O pastor afirmou ainda que não tem medo de ser preso, como aconteceu com o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) e com o deputado federal Daniel Silveira (PSL-RJ).

"Se alguém pensa que vou deixar de falar o que penso, se alguém pensa que eu vou deixar de ter a mesma postura que eu tenho, eu não vou deixar de ter. Alguém poderá dizer 'você acha que pode ser preso?'. Não. Eu não fiz nada para ser preso", enfatizou.

O caldo tá engrossando... E o "fetiche" de Moraes por perseguir conservadores só aumentea.

Qual sua opinião? Deixe nos comentários.

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

Acima do Post

Below Post Ad