Com provas, Bolsonaro denuncia TSE de sofrer ataque hacker e apagar registros para omitir informações

Bolsonaro | Barroso
Foto: Reprodução | Internet


O presidente da República Jair Bolsonaro mais uma vez saiu por cima e envergonhou aqueles que o tentam de derrubar de qualquer forma. Dessa vez, Bolsonaro veio com mais uma confirmação da vulnerabilidade das urnas eletrônicas, mesmo diante do negacionismo do TSE.

Em entrevista à Jovem Pan, o presidente junto ao relator da PEC do voto impresso, o deputado Filipe Barros, revelaram que em 7 de novembro de 2018 (após as eleições), um secretário de tecnologia do TSE solicitou à PF uma investigação sobre um ataque hacker.

Segundo o secretário, "existe a possibilidade de manipulação de arquivos de configuração que alimentam o software da urna". Entretanto, como declarou Filipe Barros, o TSE não enviou à PF o histórico dos registros da invasão hacker. "Um atentado contra a democracia", como disse Bolsonaro à JP, numa entrevista que mostrou-se um golpe de mestre do Presidente da República.

Recentemente, Bolsonaro já havia alertado que entregaria provas de fraudes nas urnas. Fez uma live que, embora tenha sido muito explosiva, só apresentou indícios. E nos últimos dias, o TSE de Barroso, além de Alexandre de Moraes, instauraram inquéritos contra o presidente e o incluíram em outros existentes. Estavam confiantes, sentindo o cheiro da vitória.

Os ratos, por outro lado, tentam de todas as formas criar uma narrativa para passar nosso presidente como mentiroso ou lunático porém foram derrotados mais uma vez. A confirmação do inquérito de tal ataque as urnas em 2018 prova de uma vez por todas que Bolsonaro tem razão.

E aí, você confia nas palavras do presidente Bolsonaro? Deixe seu comentário e compartilhe.

Postar um comentário

0 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.

Acima do Post

Below Post Ad