Fux derruba ação do PSOL que quer impor ideologia de gênero às escolas

Luiz Fux
Foto: Reprodução | Internet
O presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Luiz Fux, sentou-se com um grupo de parlamentares, representando as frentes Católica, Evangélica e da juventude, nesta quarta-feira (4), para tratar da ADI da Ideologia de Gênero impugnada pelo PSOL.

Na ocasião, foi discutido o julgamento da ADI 5668, marcado para o próximo dia 11 de novembro, que segundo relato dos parlamentares, exposto ao magistrado, aborda a questão da ideologia de gênero nas escolas.

Fux não titubeou e retirou da pauta de julgamento do dia 11 de novembro a ação movida pelo PSOL.

A ideologia de gênero ensina que ninguém nasce homem ou mulher, mas que cada indivíduo deve construir sua própria identidade de gênero ao longo da vida.

Baseado nisto, ativistas LGBT insistem que as crianças devem ser estimuladas a outras experiências para decidir se querem ser do sexo masculino ou feminino.

Veja o vídeo do encontro:

Você concorda com a decisão do ministro Luiz Fux? Comente e compartilhe a notícia! 

Postar um comentário

9 Comentários
* Please Don't Spam Here. All the Comments are Reviewed by Admin.
  1. Parabéns ao Ministro Fux, Deputados e Senadores. É uma grande vitória. Temos que lutar pela autonomia das famílias na educação dos nossas filhos. Ninguém tem o direito de querer impor ideologias para que a população seja obrigada a seguir.

    ResponderExcluir
  2. para mim isso e uma berraçao. é e contra as leis de DEUS, e o que eu acho, uma babaridade.

    ResponderExcluir
  3. Brasil acima de tudo e Deus acima de todos 🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🙋🏻‍♂️

    ResponderExcluir
  4. O COMUNISMO DESPREZA A NATUREZA HUMANA
    No diário de Che Guevara consta sua crença de que a natureza humana é maleável. Segundo ele, diferentes comportamentos poderiam ser ensinados de acordo com o espírito revolucionário.

    Além disso, para o guerrilheiro, o socialismo tinha o poder de “curar comportamentos e doenças sociais”.

    Durante décadas, ser gay em Cuba significou ir para campos de concentração ou para o famoso “paredão”.

    Em 1971, homossexuais foram proibidos de ocupar cargos público e a sodomia constava no Código Penal Cubano até 1979. E, beijos entre pessoas do mesmo sexo eram punidos com cadeia por atentado ao pudor até 1997.

    Por fim, não poderia faltar o exemplo da URSS. Mais de 50 mil homossexuais foram condenados a trabalhos forçados na União Soviética entre 1934 e 1992, graças ao comunismo.

    O SOCIALISMO NÃO DEFENDE MINORIAS
    Embora a maior parte da população cubana seja negra, pouquíssimos representantes assumem cargos políticos. Além disso, os negros também são minoria em cargos de prestígio, como os de professores universitários.

    PARA O COMUNISMO, A REVOLUÇÃO IMPORTA MAIS DO QUE A JUSTIÇA
    Em todos os países em que o socialismo foi implementado, nunca existiu nada sequer semelhante aos direitos humanos.

    Princípios milenares como o direito à ampla defesa, ao contraditório, ao devido processo legal, a habeas corpus ou a um mínimo de dignidade, sempre foram negados aos infratores da lei.

    Em suma, tudo o que existe é o interesse político e tudo o que importa é como as instituições podem ser moldadas, para servir ao partido que governa.

    ResponderExcluir
  5. Portanto o PSOL deveria ser criminalizado por atentado violento ao pudor...os representantes do PSOL deveriam ser julgados de acordo com as leis do socialismo cubano, sem direito a habeas corpus e nem ao contraditório.

    ResponderExcluir

Acima do Post

Below Post Ad